segunda-feira, fevereiro 07, 2011

Memórias do Som da Tinta

E para aqui está, desde 30 de Junho, este blog abandonado. Imperdoável!
Quantas vezes, me sentei, aqui, com a intenção - "desta vez é que é!" - de o reanimar, de deixar umas notas sobre leituras que não parei de fazer, sobre o/a Som da Tinta e as suas memórias?
Quantas vezes? Mas, ao abrir o computador, ao ver os blogs, e os seus comentários, ao passar pelos mails, ao ter de acabar um texto para uma solicitação, lá ficava a intenção sem ser concretizada.
Talvez, sobretudo, um "acto falhado", talvez uma fuga a confrontar a dura realidade de o/a Som da Tinta não existirem já.
Mas, se isso também está na origem da ausência - e essa dura realidade é... uma realidade -, tenho de reagir. Assim me habituei!
Vamos lá, então.
.
A Câmara de Ourém, na sua actividade cultural Museu/Biblioteca, além de outras louváveis iniciativas, resolveu acordar as Memórias do Som da Tinta, reavivar os seus Ecos.
Vai ser no próximo sábado, 12, e vai ser um reencontro.
Para que tal venha a acontecer muito trabalho se fez.
Decerto mais importante que este reencontro pontual foi a criação de um arquivo digitalizado de muita documentação sobre o/a Som da Tinta. Trabalho relevante, para que demos a nossa contribuição, facultando informações e dados, mas que foi, sobretudo, dos serviços da Câmara.
As memórias, assim, não se perdem, há um arquivo a lembrar o que foi uma actividade que "mexeu" com Ourém, ainda que muita gente não tenha dado por ela, ou não lhe tenha atribuido importância, ou a tenha esquecido.
Antes da sessão, muitos de nós, que estivemos ligados ao projecto e ao que foram 7 anos muito intensos, vamos juntar-nos num almoço-convívio no Xico Santo Amaro.
Também, e sempre, para lembrar os que, logo no começo da curta caminhada, a morte levou do nosso convívio e esforço colectivo, o Luís Nuno e o René.
A eles quero dedicar esta mensagem. Deles se falará nas memórias do Som da Tinta!


3 comentários:

Jorge Manuel G disse...

Tenho muita pena que um projecto tão extraordinário tenha terminado (gosto de pensar que foi adiado).
Estou em crer que o projecto foi demasiado grande para este pequeno país (não sei se me faço entender?).
Faz bem em não abandonar o sonho, nem que seja através do blogue.
É uma excelente notícia a exposição do "Som da Tinta" na biblioteca de Ourém.

Um grande abraço desde Vila do Conde.

Jorge

P.S. De quando em vez lá vou passando por aqui. Hoje tive um boa surpresa.

Sérgio Ribeiro disse...

Obrigado, amigo e camarada Jorge,
este comentário transforma-se numa exigência de continuidade. Ela virá...
Obrigado pelo estímulo.
Grande abraço

Isabel Lourenço disse...

Que mágoa eu sinto, por só hoje me ser possível aqui passar (só e ao
mesmo tempo não só,todos os momentos
passados nesse espaço me acompanham.